Vip Notícias
Notícia publicada em 31/05/2018 - 06:59:20

PF nega versão de ministro e diz que suspeito de matar caminhoneiro não foi preso

 

Minutos depois do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, anunciar em rede nacional a prisão do suspeito de matar o caminhoneiro José Batistela, 70 anos, durante a manifestação em Vilhena - RO, a Polícia Federal (PF) deu declaração e negou a versão do ministro.

 

José foi atingido pela pedra logo depois de deixar o pátio de um posto de combustível e seguia viagem com destino ao Mato Grosso. Ele era morador de Jaru, em Rondônia. Era casado, tinha filhos e estava levando uma carga de madeira para Mirassol D'Oeste, no estado vizinho.

 

Segundo Jungmann, durante coletiva de imprensa em Brasília (DF), o principal suspeito estaria prestando depoimento e o chefe do grupo, que provocou a mobilização, também está sendo ouvido por policiais federais em Vilhena.

 

O ministro classificou a morte do caminhoneiro como trágica e desumana. "Esta tragédia não deveria ter acontecido no movimento, que começou de forma justa", diz.

 

Jungmann ressaltou que o caso de Vilhena está sendo acompanhado pelas autoridades em Brasília.

 


 

Matéria: Vilhena Notícias

 

 

Publicidade

 

Comente pelo Facebook

 

 

 

 

 

 

© Copyright 2013 - Todos direitos reservados a Vipnoticias.com.br

A notícia em tempo real